Você está em Home

Blog

» mais posts

07/08/2019 - POR REDAÇÃO

Qual a diferença entre um vinho frisante e um espumante?

O vinho é uma bebida milenar que todo mundo adora. Aliás, quem não gosta de uma taça de um bom vinho acompanhado de amigos e familiares. São muitas opções da bebida disponível no mercado, porém nesse post vamos lhe explicar qual a diferença entre o vinho frisante e um espumante.

Você é um apreciador de vinhos e ainda não conhece a diferença entre o frisante e o espumante? Fique tranquilo! Vamos explicar tudo para você ficar fera no assunto.

VOCÊ VAI ENTENDER:

- Como ocorre a fermentação do vinho
- Características dos vinhos frisantes
- Semelhanças entre os dois vinhos
- Diferença do vinho frisante para vinhos espumantes

Ao final do texto, você vai entender esses dois métodos de vinificação e como acontece a fermentação dos vinhos para que surjam aquelas bolhinhas no copo.

Acompanhe conosco:


VINHOS FRISANTES

O vinho frisante é um dos mais consumidos no mundo. Ele é produzido de forma natural através de um único processo de fermentação. Nesse ponto já temos uma diferença entre o frisante e o espumado que você verá logo abaixo.

A bebida se diferencia dos outros vinhos devido à adição de gás carbônico, como acontece em refrigerantes, o que lhe concede um tom mais refrescante.

A adição do gás carbônico pode ocorrer de forma natural no momento da fermentação ou artificial após o vinho já estar fermentado.

Caso ainda não tenha experimentado esse vinho, você pode encontrar o frisante tanto na versão branca, tinto ou rosé.


VINHOS ESPUMANTES

O espumante é um vinho em que o gás carbônico é adicionado numa segunda fermentação. Ou seja, na fabricação desse tipo de vinho não há adição artificial. Desse modo, o vinho base da primeira fermentação será mesclado com gás carbônico para que ocorra a transformação.

Para a fabricação do vinho espumante, as vinícolas utilizam dois métodos de produção conhecidos como o Champenoise e o Charmat:

- Champenoise: a 2ª fase da fermentação do vinho ocorre dentro da própria garrafa.

- Charmat: diferente da Champenoise, a 2ª fase de fermentação do vinho acontece em tanques de aço inoxidável.

Após ocorrer essa segunda fermentação, os dois métodos para fabricação de vinhos espumantes recebem outra mistura chamada de Liqueur d’expédition ou licor de expedição.

Esse processo faz a classificação do espumante em brut ou demi sec.


QUAL A DIFERENÇA E SEMELHANÇASS ENTRE O VINHO ESPUMANTE E FRISANTE?

Apesar da composição desses dois vinhos serem bem parecidas, podemos destacar algumas diferenças e semelhanças na composição desses vinhos.

Primeiramente vamos destacar duas semelhanças:

- Visualmente os dois vinhos apresentam semelhanças devido à presença das bolhas.

- O gosto refrescante também é uma característica semelhante entre os dois.

No que se refere às diferenças entre os vinhos frisante e espumante podemos destacar:

- Gás carbônico: No vinho frisante observa-se uma presença menor de gás carbônico, sendo aproximadamente 50% do que é encontrado nos espumantes.

- Teor alcoólico: ainda que de forma sutil, pode haver diferença no nível de álcool em cada tipo de vinho. Nos frisantes essa taxa fica entre 7 e 14 %, enquanto os espumantes variam entre 10 e 13% de álcool em sua composição.

- Pressão dentro da garrafa: Em vinhos frisantes, a pressão varia entre 1,1 e 2 atmosferas. Nos espumantes, a pressão mínima é de 3 atmosferas e podendo alcançar até 6. Isso explica o fato das garrafas de espumantes serem mais grossas e resistentes.


Conseguiu entender a diferença?

Acesse Nossa

Loja Virtual

Acesse agora