Você está em Home

Blog

» mais posts

11/02/2021 - POR REDAÇÃO

Vinho: ciência ou arte? 5 dicas para se tornar um bom degustador

 

 

Ser um degustador de vinhos significa se tornar um especialista em apreciar as qualidades e identificar os defeitos de cada produto, sendo necessário ter um paladar apurado e ter muito interesse em estudar e se aprofundar sobre os diferentes tipos que existem.

Para te ajudar a desenvolver essas habilidades, listamos aqui cinco dicas para que você se torne um bom degustador de uma das paixões do mundo das bebidas ocidentais. Confira!


1. ESTUDE BASTANTE

Existem inúmeros tipos de vinhos, com vários tipos de uvas e modos de preparos distintos. Portanto, é necessário provar de tudo um pouco, para assim conhecer os diferentes estilos, regiões de produção e, principalmente, para compreender a bebida.

Isso significa ter o “poder” de identificar o que o vinho está te dizendo, através de aromas, cor e seu sabor. Ainda nessa linha, pode-se entender como é a história dele, sua origem e até que tipo de uvas foi usado para a sua fabricação, assim como os seus métodos.

Porém, tudo isso só é possível se for bem estudado e aprofundado, tendo que aliar a teoria com a prática.


2. EVITAR QUE QUESTÕES EXTERIORES PREJUDIQUEM SEU JULGAMENTO

Qualquer questão pessoal, seja ela de qualquer natureza, deve ser superada na hora de realizar uma avaliação dos produtos.

Seu estado de ânimo, saúde e até medicamentos podem alterar as suas percepções e seus sentidos. Então, a recomendação é, antes de tudo, aceitar que somos seres influenciáveis, para então evitar que essas ações externas te levem a cometer eventuais erros de julgamento.


3. TENHA O FOCO

Essa dica está intimamente ligada à anterior, mas agora vamos dar destaque a outro ponto: a sua capacidade de se concentrar nos sabores, aromas e texturas.

Sempre que quiser degustar um vinho, procure estar em um ambiente neutro, ou seja, com pouco barulho, pouca poluição visual (enfeites, quadros, pinturas na parede, etc.).

É por essa razão que as salas de degustação possuem cores neutras e pouco chamativas, luzes que te ajudam nas suas percepções e também separam os degustadores em questão, assim um não vai influenciar o outro, dependendo da sua reação.


4. EVITE GRANDES QUANTIDADES DE AMOSTRAS

Quanto mais tempo seguido você passar saboreando, maior é a sua tendência de adquirir a chamada fadiga sensorial e psicológica. Isso pode acabar com o seu interesse naquele vinho em questão, limitando sua avaliação com relação a ele.

Outro ponto para se tomar cuidado, é que estamos falando de uma bebida com certo teor alcoólico, que ao longo do tempo afeta a concentração de quem já está nesse processo há algum tempo.

Recomendamos que não seja ingerido nenhum vinho durante as provas, ainda mais se estamos falando de várias opções diferentes. Sempre que possível, leve ou solicite um recipiente para cuspir o produto, para que não seja necessário engolir o líquido.


5. PARTICIPE DE CURSOS

Existem entidades, como associações e sindicatos, que ministram cursos para que você adquira os conhecimentos necessários para ingressar nesse mundo fascinante da degustação.

Não existe uma graduação para realizar essa profissão no Brasil, sendo necessário que o interessado se “forme” na prática, absorvendo o máximo de conhecimento que puder.


Quer saber mais sobre o mundo dos vinhos? Então navegue pelo nosso blog e fique por dentro de todas as novidades!