Você está em Home

Blog

» mais posts

16/10/2019 - POR REDAÇÃO

Vinho rosé: saiba por que você deve experimentar o queridinho do momento

 

 

Os amantes de vinho sabem que na hora de escolher sua bebida, terão diversas opções à sua disposição.

E o vinho rosé é uma alternativa que tem conquistado cada vez mais pessoas.

Esse tipo de vinho é leve, fresco e bastante aromático. Seu tom varia entre rosa claro, perolado e até alaranjado.

Para que a coloração seja alcançada, alguns processos de produção padrão são seguidos e, ao contrário do que algumas pessoas imaginam, a coloração do vinho rosé não é obtida através da utilização de corantes ou aromatizantes.


COMO É OBTIDO O VINHO ROSÉ?

Para que o vinho rosé alcance sua cor e propriedades, basicamente três processos de produção são seguidos.

•    Maceração: é também utilizada na produção dos vinhos tintos. Nesse processo, o mosto é colocado em contato com a casca da uva e é o tempo em que esse contato é mantido que irá determinar a coloração e intensidade do vinho. Para os rosés, apenas algumas horas são suficientes para obter os resultados desejados.

•    Corte: nesse caso, há uma mistura dos vinhos tintos e brancos já vinificados para resultar no vinho rosado.

•    Sangria: esse processo envolve a elaboração dos tintos, onde uma parte do suco é retirada do tanque antes do início da fermentação, para que o mosto restante tenha mais contato com a casca e as sementes da uva. A sangria, que nada mais é do que o mosto que foi retirado, será utilizada para a produção do rosé.

As uvas que geralmente são utilizadas na elaboração dos vinhos rosés são: pinot noir, malbec, mourvedre, merlot, cinsault cabernet, entre outras.


POR QUE EXPERIMENTAR O VINHO ROSÉ?

Se você ainda não provou o rosé, pode estar perdendo tempo. Além de sua leveza, outras características do vinho fazem jus à fama de queridinho do momento, como suavidade, frescor e toque frutado – características geralmente presentes nos vinhos brancos.

Os traços do vinho tinto também estão presentes no rosé, como a adstringência delicada.

Em outras palavras, podemos afirmar que o vinho rosé é a bebida para quem gosta tanto do tinto quanto do branco, mas preza pelo aroma intenso e acidez peculiar, exclusivos do primeiro.

Características essas que se devem ao fato de o rosé ser vendido pouco tempo depois de engarrafado.


HARMONIZAÇÃO DO VINHO ROSÉ

O vinho rosé possui uma harmonização muito versátil e pode ser servido com pratos leves, entre eles, frutos do mar, saladas, peixes e carnes brancas.

Mas, se você é fã de uma boa pizza, saiba que o rosé proporciona uma combinação perfeita com esse prato também.

Não é comum encontrar vinhos rosés de safras muito antigas. Isso porque a proposta é que eles sejam delicados e, desse modo, é ideal que sejam consumidos em no máximo três anos a partir da safra.

Ao escolher seu vinho ou experimentar uma bebida nova, elementos como textura, aromas e sabor são levados em consideração e certamente você irá se admirar com a maneira como o vinho rosé consegue surpreender em todos esses aspectos.


Para você que deseja experimentar o vinho rosé ou já é um apreciador da bebida, visite o Empório Museu da Gula mais perto de você e confira as melhores opções do mercado!

 

Acesse Nossa

Loja Virtual

Acesse agora